25 de fevereiro de 2017

Tem na Netflix: A Escolha


Sinopse: Passado na costa da Carolina do Norte, o filme aborda as consequências de diversas escolhas feitas por Travis Parker, um veterinário, e pela sua vizinha Gabrielle Holland, assistente médica. Travis levava uma vida tranquila até Gaby fazer parte dela. E o mesmo se poderá dizer de Gaby que mantinha uma relação de longa data com o namorado até se apaixonar perdidamente por Travis. Que decisão irá ela tomar? Permanecer ao lado do homem que já conhece ou lançar-se numa nova aventura com um desconhecido? Durante a primeira parte do romance acompanhamos o processo de escolha de Gabby, e os efeitos que terá na vida de ambos. A segunda parte da história tem lugar onze anos depois, quando Travis tem de tomar uma decisão de vida ou morte no seguimento de um acidente de viação. Uma Escolha por Amor confronta-nos com a questão mais profunda de todas: até onde iria para manter viva a esperança do amor? 

Sempre me surpreendo com os filmes baseados nos livros de Nickolas Sparks e com o filme A Escolha não poderia ser diferente. Emocionante do início ao fim, não deixa margem para tédio nem clichês.

Travis é um médico veterinário tem uma vida boêmia e alegre junto a sua família e amigos. A partir de um churrasco em seu quintal, com um som bem alto, acaba incomodando a sua vizinha Gabby. E é a partir da reclamação de Gabby com Travis que o romance se inicia. Sabe aquele incômodo que o outro às vezes lhe dá, mas que na verdade não é incômodo?! É a vontade de estar junto?! Pois é nessa base de sensações que a amizade se inicia e a partir dela o romance vem com tudo.

Gabby, residente do curso de medicina, inteligente, decidida, comprometida em um relacionamento tranquilo e estável se vê dividida entre um amor intenso e apaixonante e sua vida praticamente já estabilizada.

A irmã de Travis tem um papel secundário mas importante na estória de ambos. Suas colocações sempre na hora exata trazem emoção e uma pitada de provocação sadia. Aquele empurrãozinho na hora H.

O romance mostra o que cada passo que damos ou atitudes que escolhemos ou não, desencadeia em nossas vidas para sempre. Todos temos  o poder de escolher a vida que quer viver. Cada atitude é uma escolha. E todas as coisas que nos acontecem estão aí para nos mostrar algo que precisamos aprender para viver melhor. Cada um de nós tem o poder de escolher e foi presenteado com o livre-arbítrio. Isso significa que somos livres para escolher, mas qualquer que seja a escolha teremos que conviver com ela.

As escolhas são feitas tanto ao falar quanto ao calar. Uma escolha pode mudar uma vida! E é a escolha de Travis que determina a sua felicidade ou não neste filme.



22 de fevereiro de 2017

Resenha: Filho das sombras (Sevenwaters #2) - Juliet Marillier

Sinopse: Filho das Sombras narra a história da jovem Liadan, que, tal como a sua mãe, Sorcha, herdou a habilidade de falar com os espíritos da floresta, os quais lhe segredam que ela deve permanecer, para sempre, em Sevenwaters, se quiser que as ilhas Sagradas sejam retomadas dos bretões. A Irlanda está numa avassaladora guerra, onde um misterioso homem é temido e reconhecido como um mercenário feroz. E, assim como sua mãe no passado, ela acaba por ser capturada e sente-se cada vez mais atraída pelo ser das sombras, apesar de saber da maldição da profecia que Seres da Floresta lhe preveniram...

Filho das sombras é o segundo volume da série Sevenwaters. A resenha do primeiro livro está aqui.

Dezoito anos depois, estamos de volta a Sevenwaters. Sorcha agora é adulta, está casada e é mãe de três filhos: Niamh e os gêmeos Sean e Liadan. Enquanto Niamh, a mais velha, puxou as características físicas dos bretões, Liadan é quase uma cópia de sua mãe, pequenina e delicada. Ela tem com o irmão gêmeo a mesma ligação que sua mãe tinha com seu tio Finbar, o que permite que se falem sem emitir qualquer palavra, através da mente. Há muito mais de Sorcha em Liadan: as habilidades de curandeira, o amor pela floresta e a capacidade de ver e falar com os Seres que lá habitam.

Niamh é linda, chama a atenção de todos sem precisar fazer nada para isso, e todos vislumbram um bom casamento para ela em breve. Sean, apesar de jovem, é um líder nato e o futuro senhor de Sevenwaters. Liadan não pensa em casamento. Foi ensinada pelo pai a lutar, passa os dias colhendo ervas e ajudando a quem precisa e deixa clara a sua vontade de permanecer ali, ao lado de sua família. 

Os Seres da Floresta, porém, parecem gostar de brincar com os humanos, mudar seus planos e direcionar seus passos para o futuro que eles querem, não importando o que aconteça pelo caminho. E se aprendemos algo com Filha da Floresta, é que eles não poupam ninguém de provações e sofrimentos. Muito se comenta sobre um grande mal que achava-se extinto, mas que parece estar prestes a retornar, e sobre uma antiga profecia. Liadan começa a ter visões e sensações de que algo ruim está prestes a acontecer, mas não entende bem nem consegue saber o que é.

As coisas não demoram muito a acontecer. A filha mais velha de Sorcha se vê obrigada a casar às pressas com alguém que não quer, e o motivo é um grande segredo muito bem guardado por seus pais e tios. Logo depois, Liadan é raptada por um bando estranho e perigoso, mercenários liderados pelo chamado Homem Pintado, a quem crimes brutais são atribuídos. Lutas por territórios continuam acontecendo e homens perdendo a vida. Em tudo há uma mistura de ganância dos homens com vontades dos Seres da Floresta.

Durante o período em que esteve com o Homem Pintado e seu bando, Liadan passou por muitas experiências e conheceu sentimentos novos. Mesmo com todos os alertas dados pelos Seres da Floresta, ela mostra ser filha de Sorcha: forte e determinada. Só que ao contrário de sua mãe, que seguiu o que eles mandaram, a jovem de 16 anos resolve desafiá-los. Apesar de saber de todos os riscos de cada decisão que toma ao longo da história, ela se recusa a se submeter a vontade dos Seres, desencadeando uma série de acontecimentos.


O título do livro me fez pensar que se tratava de uma história sobre um homem, mas para a minha feliz surpresa temos novamente uma trama narrada por uma personagem feminina, Liadan. Assim como Sorcha, sua filha se mostra uma personagem de muita força, que luta pelo que acredita e arrisca muita coisa para proteger quem é importante para ela, mesmo quando todos à sua volta acham absurdo. A menina doce e obediente se transforma em uma mulher obstinada quando a vida passa a exigir isso dela. Ela ganhou minha admiração da mesma forma que sua mãe no primeiro livro da série. Os personagens secundários são bem trabalhados e não estão no livro apenas para fazer número, suas histórias e suas ações importam e se ligam à trama principal. 

Filho das sombras aborda mais o romance que seu antecessor. Enquanto Sorcha estava em uma difícil e dolorosa missão para salvar seus irmãos de uma maldição, a jornada de Liadan tem mais a ver com o amor romântico, embora não se restrinja a isso.

Como continuação de uma série, o livro funcionou muito bem. Apesar de ter sua própria história, personagens do volume anterior estão presentes aqui, sabemos o que aconteceu com os que não aparecem e são feitas referências a alguns acontecimentos passados, muitos deles determinantes para o que aconteceu depois. Passado e presente são muito bem costurados. Tão grande quanto o primeiro, este segundo livro não tem nenhuma linha desnecessária. Cada uma das mais de 600 páginas são bem aproveitadas e cheias de acontecimentos. Tédio e monotonia não têm espaço. 

Juliet Marillier mais uma vez conseguiu fazer o leitor se sentir parte daquela família e daquele lugar. Me vi novamente envolvida e fisgada pela trama que ela criou. Referências aos deuses celtas e às celebrações do povo da floresta não faltam, resultando em uma aproximação maior com o universo de Sevenwaters. Neste volume, conhecemos também alguns contos e lendas narrados pelos próprios personagens, o que enriqueceu muito o enredo.

O final foi bem fechadinho, mas alguns pontos tocados ao longo da história certamente serão desenvolvidos nos livros seguintes. E eu mal posso esperar! Leitura recomendadíssima! ;)

*Exemplar cedido pela editora.

20 de fevereiro de 2017

Sorteio Literário de Carnaval

Sorteio de Carnaval TODOS

Olha o Carnaval aí, gente!!
Como não podíamos deixar passar em branco, unimos 27 blogs para desfilar no Sorteio Literário de Carnaval! Vamos rechear a estante de livros nesse carnaval! Não perca tempo e participe do sorteio. São vários livros divididos em 3 kits, com 3 ganhadores por kit. Encontre o seu preferido e participe! Ou participe de todos, aqui pode!