Às vezes falo mal de você, mesmo que só pra mim, em pensamento. Mas é só pra distrair o tanto de coisas boas e bonitas que na verdade ainda sinto por você. É que de vez em quando é difícil, sabe? Ter vontade de te dar um abraço daqueles bem apertados como eu costumava fazer e não poder mais. Ver como a quantidade de manchinhas roxas pelas minhas pernas aumentou sem você por perto pra me proteger desse meu jeito estabanado. Ouvir o telefone tocar e ter a certeza absoluta de que é qualquer pessoa, menos você. Perceber no final do dia que o cheiro do meu perfume continua o mesmo, não virou aquele cheirinho tão bom que era a mistura dele com o seu. Mas olha, eu tô bem. É que nunca menti muito bem, você sabe. E mentir pra mim mesma tem sido um exercício diário. Tem dias em que me esforço tanto que até parece verdade que você não foi assim tão importante, que eu não sinto a sua falta e que nem gostava mesmo de você. Dizem por aí que a prática leva à perfeição, então vou continuar mentindo. Pra você, pros outros, pra mim. Quem sabe um dia acredito?

Carla A.



3 comentários:

  1. eu nunca consegui falar mau, pensar mau, achar que ele é mau...mesmo nas horas de muita raiva e de dor.

    beijo!

    ResponderExcluir
  2. Que lindo!!! Fiquei emocionada!

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita! Deixe seu comentário, sua opinião é super importante para nós.

© Entre Aspas - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo