Entre Aspas #8


Ela é solteira. Não sozinha. Ela pinta as unhas de vermelho quando quer. Mas, também, sabe deixar as unhas em cacos quando dá vontade. Esbanja esquisitices ao falar dos seriados prediletos. E se cala quando o assunto é sobre o porquê dela não ter namorado.  

Ela usa vestidos de tricô, daqueles clichês para tomar chá quando o tempo é frio. E bebe cervejas em canecas, como homens pré-históricos. Ela ri de palavrões e de piadas de humor negro. Mas, também, se derrete mais do que picolé em frigideira quando recebe um SMS romântico de madrugada. Mas por que não namora? 

Ela acorda, escova os dentes de quem já usou aparelho, toma chocolate quente, se arruma e vai trabalhar. Prefere usar preto. Mas desbanca qualquer havaiana bonita quando inova em alguma vestimenta cheia de flores coloridas. Ela é linda e desconversa. Fala do tempo, do futebol, da novela, da mãe, da crise do Paraguai e do Joseph Gordon-Levitt. Mas por que tu não namoras?
   
Quando o assunto é sexo, ela fala menos do que escuta. Escuta com os ouvidos, com os olhos, com a boca e com os pêlos da coxa. Transa menos do que deseja. E sabe esconder alguma aspirante a Sônia Braga dentro daquele decote comportado. Ela curte os Beatles, os Novos Baianos, Caetano e o Cícero. E fala que eu tenho péssimo tom de voz. Lê Caio, Keroauc, Fante e Gabito. Mas diz que, também, gosta das minhas histórias.

   
É estranha, também. Assumo. Corta o cabelo de acordo com as fases da lua e gosta de comer macarrão com feijão. Gosta de umas bandas que ninguém conhece e chora com as histórias do Nicholas Sparks. Liga o ar condicionado porque gosta de dormir sentindo frio e acaba repousando feito uma esquimó com meias e edredom. Uma linda esquimó, por sinal. Não sabe usar o celular. Costuma atender as ligações somente após a quarta tentativa de chamada. Não, ela não ignora. Ela perde tempo é procurando o celular na bolsa, debaixo da cama ou na pia do banheiro. Mas, vez em quando, ela sabe ignorar também. Não sabe dançar. Recusa os convites, mas adora ser convidada. Odeia batom e gosta de brincos de pena.

   
Mas por que ninguém conseguiu ultrapassar esse muro de Berlim que você ergueu no teu peito? Ela desconversa. Ri de canto de boca e me pergunta se eu fumo tentando desviar o assunto pra longe. Eu insisto. Falo coisas demodês e jogo no ar o fato de que eu a acho perfeita. Ela empina o nariz fino, me lança seus olhos verdes escuro e ajeita-se sobre a mesa. Muda o tom e me fala: “Porque eu não quero”. E eu rio sem graça da minha maldita ideia de achar que todo mundo quer ter alguém para dividir os brownies.

        Hugo Rodrigues

8 comentários:

  1. Adorei o texto! Lindo!

    www.universodosleitores.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Amo esse texto,
    ela é solteira e não sozinha...
    Ela é de bem com sua vida e não é essencial ter um outro alguém para ser feliz

    http://soubibliofila.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oie amiga querida, tudo bem com vc?
    Nossa, estava com tantas saudades de vc, me desculpe, mas andei com tantos problemas e até na correria agora por causa das minhas aulas de inglês =/
    Estou para viajar para os EUA agora dia 20 e pouco e por isso estou tentando estudar ao máx antes de ir né?! Porque dei uma enferrujada, mas eu estava lendo o seu texto e adorei...
    Mas eu não sou esse tipo de mulher que gosta de fazer as coisas sozinhas, Bem que eu gostaria, até porque a gente se liberta um pouco desses homens que nos fazem sofrer, mas o AMOR é uma coisa muito complicada (risos)

    Enfim...Se cuida minha linda e fica com Deus
    lovereadmybooks.blogspot.com.br



    ResponderExcluir
  4. Creio ser o primeiro texto de Hugo Rodrigues que leio e gostei.
    Muito gostosinho o texto.
    Ele descreve uma mulher maravilhosa!

    beijos
    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Oi!
    Adorei o texto! Juro.
    Primeiro texto do Hugo Rodrigues que leio.
    A mulher que ele descreve é incrível e acredito que outras se identificam com ela. Hehe
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.com

    ResponderExcluir
  6. PERFEITO! Me traduz completamente!
    Muita gente não entende isso de "não querer ter alguém com quem dividir os brownies".
    Parabéns!

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
  7. Nossa,
    Adorei o texto!!!!!!!!!!!
    Disse tudo, é super hiper mega chato essas perguntas do por que não namoramos.
    bjs

    http://entrepaginasesonhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Gente que texto mais lindo. A escrita dele me lembrou meu amado Gabito <3 Ainda não tinha lido nada dele e amei. Vou procurar outros textos dele.

    Beijos, Thy.
    comoumrefugio.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita! Deixe seu comentário, sua opinião é super importante para nós.

© Entre Aspas - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo