Resenha: O alegre dramático - João Donizete

Sinopse: Ângelo chega ao Rio de Janeiro incumbido de algo nada desafiador: tomar conta do ateliê de um amigo que vive no exterior. Fascinado com a Cidade Maravilhosa, percebe que existem inúmeras possibilidades além dos limites do belo e confortável imóvel. Em busca dessas possibilidades, acaba encontrando emprego em uma singela lanchonete, sem imaginar que nela estaria Bené, compositor de samba-enredo e bon-vivant do carnaval carioca. Jovem, livre e ambicioso, Ângelo mergulha na inebriante boemia carioca e, junto ao seu novo amigo, passa a viver no ambiente do samba como um turista, um despretensioso observador; envolvido pelos gracejos da vida. 

João Donizete escolheu uma forma diferente de contar a história de O Alegre Dramático. Não há um caminho a ser seguido, uma confusão que precisa de um desfecho, as coisas simplesmente vão acontecendo e sendo narradas por Ângelo, o protagonista. Tudo tem início quando ele deixa Brasília para morar no Rio de Janeiro. O objetivo é cuidar do ateliê de arte de um amigo, que pouco fica no Brasil. Incomodado com o ócio e atraído pelo burburinho da Cidade Maravilhosa, consegue emprego em uma lanchonete. É lá também que faz amizades que mudarão completamente o rumo de sua vida.

"Todo começo traz um desafio. É tempo de conhecer, de aceitar ou recusar, de definir interesses e de criar resistências. Não daríamos o primeiro passo se não ousássemos desafiar os nossos limites. As dificuldades vencidas do início imunizam nossas convicções do futuro. Soltar os dedos da mãe e correr incontinente sem marcar território nem medir o infinito. Iniciar uma vida e vivê-la sem sua plenitude! Abrir caminhos, pisar o chão com firmeza e fazer história."

Bené, um desses novos amigos, é compositor de samba-enredo de uma escola e apresenta para Ângelo os bastidores desse universo até então desconhecido. Em meio a ensaios e feijoadas os dois conversam bastante, e são de Bené algumas das reflexões mais bonitas do livro.

"Só quem é capaz de entender estrelas pode perceber o quanto uma vida humana passa rápido."


Se fosse para definir em uma palavra a obra de João Dozinete, a palavra seria brasileiro. O samba, o carnaval, as favelas, os bairros tradicionais do Rio de Janeiro, os hábitos, o jeito de falar... Tudo isso é retratado com riqueza de detalhes ao longo de suas 159 páginas.

É um livro escrito por um brasileiro, ambientado no Brasil e que faz uso, basicamente, de elementos da cultura popular para contar uma história de amizade, amor, escolhas e conquistas. Em meio a tantos livros estrangeiros ou mesmo nacionais que pouco privilegiam tais elementos, foi bom ter a oportunidade de ler uma história onde nossa cultura foi também protagonista.


3 comentários:

  1. Que livro diferente!! Amo carnaval, já curti!! Tb sinto falta de livros mais brasileiros...
    Bjão!

    ResponderExcluir
  2. Oie,
    eu não conhecia o livro, mas não parece fazer meu estilo de leitura, mas fico feliz que você tenha gostado

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  3. Que máximo ler um livro que fala de tantas coisas genuinamente brasileiras. Mostra que não é uma história maquiada. Já curti =)

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita! Deixe seu comentário, sua opinião é super importante para nós.

© Entre Aspas - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo