Resenha: O alegre dramático - João Donizete

Sinopse: Ângelo chega ao Rio de Janeiro incumbido de algo nada desafiador: tomar conta do ateliê de um amigo que vive no exterior. Fascinado com a Cidade Maravilhosa, percebe que existem inúmeras possibilidades além dos limites do belo e confortável imóvel. Em busca dessas possibilidades, acaba encontrando emprego em uma singela lanchonete, sem imaginar que nela estaria Bené, compositor de samba-enredo e bon-vivant do carnaval carioca. Jovem, livre e ambicioso, Ângelo mergulha na inebriante boemia carioca e, junto ao seu novo amigo, passa a viver no ambiente do samba como um turista, um despretensioso observador; envolvido pelos gracejos da vida. 

João Donizete escolheu uma forma diferente de contar a história de O Alegre Dramático. Não há um caminho a ser seguido, uma confusão que precisa de um desfecho, as coisas simplesmente vão acontecendo e sendo narradas por Ângelo, o protagonista. Tudo tem início quando ele deixa Brasília para morar no Rio de Janeiro. O objetivo é cuidar do ateliê de arte de um amigo, que pouco fica no Brasil. Incomodado com o ócio e atraído pelo burburinho da Cidade Maravilhosa, consegue emprego em uma lanchonete. É lá também que faz amizades que mudarão completamente o rumo de sua vida.

"Todo começo traz um desafio. É tempo de conhecer, de aceitar ou recusar, de definir interesses e de criar resistências. Não daríamos o primeiro passo se não ousássemos desafiar os nossos limites. As dificuldades vencidas do início imunizam nossas convicções do futuro. Soltar os dedos da mãe e correr incontinente sem marcar território nem medir o infinito. Iniciar uma vida e vivê-la sem sua plenitude! Abrir caminhos, pisar o chão com firmeza e fazer história."

Bené, um desses novos amigos, é compositor de samba-enredo de uma escola e apresenta para Ângelo os bastidores desse universo até então desconhecido. Em meio a ensaios e feijoadas os dois conversam bastante, e são de Bené algumas das reflexões mais bonitas do livro.

"Só quem é capaz de entender estrelas pode perceber o quanto uma vida humana passa rápido."


Se fosse para definir em uma palavra a obra de João Dozinete, a palavra seria brasileiro. O samba, o carnaval, as favelas, os bairros tradicionais do Rio de Janeiro, os hábitos, o jeito de falar... Tudo isso é retratado com riqueza de detalhes ao longo de suas 159 páginas.

É um livro escrito por um brasileiro, ambientado no Brasil e que faz uso, basicamente, de elementos da cultura popular para contar uma história de amizade, amor, escolhas e conquistas. Em meio a tantos livros estrangeiros ou mesmo nacionais que pouco privilegiam tais elementos, foi bom ter a oportunidade de ler uma história onde nossa cultura foi também protagonista.

  1. Que livro diferente!! Amo carnaval, já curti!! Tb sinto falta de livros mais brasileiros...
    Bjão!

    ResponderExcluir
  2. Oie,
    eu não conhecia o livro, mas não parece fazer meu estilo de leitura, mas fico feliz que você tenha gostado

    bjos

    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  3. Que máximo ler um livro que fala de tantas coisas genuinamente brasileiras. Mostra que não é uma história maquiada. Já curti =)

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita! Deixe seu comentário, sua opinião é super importante para nós.

Carla

Arquivo_004.png
CARLA. CARIOCA, CAPRICORNIANA E PSICÓLOGA. APAIXONADA, POR LIVROS, BRIGADEIRO DE PANELA E FILMES ANTIGOS.

Nathalia

NATHALIA. CARIOCA DA GEMA, GEMINIANA, PEDAGOGA E JORNALISTA. VICIADA EM SÉRIES E LIVROS SOBRE CRIMES.

Renata

754ce110-420a-41c6-acd7-97ab245a44d7.png
RENATA. MINEIRA, TAURINA E ROMÂNTICA. LOUCA POR VINHO E TATTOOS.