Resenha: O livro de Julieta - Cristina Sánchez-Andrade

Sinopse: Um biquíni novo, um passeio de mãos dadas com os irmãos, uma piscina de bolinhas, a chuva, a rotina. Para Julieta, a felicidade é isso. Já para sua mãe, a jornalista espanhola Cristina Sánchez-Andrade, a felicidade é algo um pouco mais complicado, principalmente depois que sua filha foi diagnosticada com síndrome de Down. “Ela vai te fazer companhia a vida inteira”, “É um presente de Deus”, “Você é forte, vai superar” — é tudo o que tem ouvido desde então. Através de memórias, bilhetes, cartas, diálogos e impressões, este livro narra a história real de Cristina e sua filha, uma história de atividades, de trabalho, de cobrança, de médicos, mas também de amor, de carinho, de brincadeiras, de beijos. É a história do cotidiano de uma família e de uma criança muito especial, que é impossível não amar — mesmo quando ela insiste em fazer xixi nas calças todos os dias ou toma detergente enquanto ninguém está olhando.

Julieta nasceu em 27 de março de 2003. Sua mãe, a jornalista espanhola Cristina Sánchez-Andrade, e seu pai Daniel já tinham outros dois filhos, portanto, a chegada de um bebê na família não era uma experiência nova para eles. A novidade trazida por Julieta era outra: a menina nasceu com síndrome de Down. A partir desse dia, Cristina passa a ter que lidar com frases de efeito ou de consolo ditas por conhecidos e familiares e com seus próprios sentimentos novos e confusos. 

"Acho que a mesma coisa pode acontecer com um filho que acaba de ser diagnosticado com síndrome de Down. No princípio, abre-se um abismo entre os pais e ele começar a amar é muito complicado... E não ser capaz de amar quando somos obrigados a fazê-lo é algo espantoso".

Escrito em formato de crônicas, o livro traz pequenos relatos da autora, através dos quais ela divide com o leitor as dificuldades de ser mãe de uma criança com Down. Aos sete anos, Julieta tem a aparência de uma menina de quatro, apresenta dificuldades na fala e ainda não aprendeu a ler. 

"Queremos que eles sejam o que nunca fomos, que aprendam idiomas que não pudemos aprender, que toquem os instrumentos que nunca conseguimos tocar... E, claro, quando uma criança nasce com síndrome de Down, tudo se retorce..."

Em nenhum momento Cristina romantiza a situação, pelo contrário, a sinceridade com a qual expõe o que sente por vezes nos pega de surpresa. Contrariando o discurso do senso comum, que diz que "essas crianças" são presentes de Deus, Cristina diz que presentes de Deus são as crianças normais, sem problemas. Desconstruir lugares comuns, aliás, é algo que a autora tenta fazer ao longo de todo o livro. A sensação que fica em alguns momentos, é que a revolta que certos comentários despertam nela, tem a ver com sua própria frustração. Normal, Cristina é apenas humana.

O que me chateia é minha própria mente, repleta de clichês e filtros socioculturais. 

Além das dores, a autora expõe também as delícias de ser mãe de Julieta. São muitos os relatos de situações engraçadas do cotidiano da menina, da convivência com os irmãos, das brincadeiras e das conquistas. E cada um deles faz com que não haja espaço para duvidar do amor dessa mãe por sua filha. 

Ao longo das 149 páginas de O livro de Julieta, Cristina despe a alma e escreve sem censura. Percorre um caminho cheio de altos e baixos, experimenta sentimentos ambíguos, mas sem nunca desistir de seus maiores objetivos: aceitar Julieta do jeitinho que ela é e ser sua amiga para toda a vida.

5 comentários:

  1. Hummm que interessante essa história. Gostei muito ^^

    :**

    ResponderExcluir
  2. Nossa que interessante, me parece uma premissa muito promissora e sua resenha só me deixou com ainda mais vontade de ler o livro, adorei, parabéns!
    Estou seguindo e amando o blog <3
    Beijos.
    Tenho um blog sobre filmes, series e cultura no geral. Se puder dar uma conferida eu ficarei muito grata: http://cineleva.blogspot.com.br/ :)

    ResponderExcluir
  3. Já ouvi falar bastante no livro e a minha vontade de ler só tem a aumentar, deve ser um livro incrível, uma lição para os desacreditados, o amor é capaz de tudo e supera tudo. Ainda lerei este livro, com certeza.

    Beijo, Vanessa Meiser - Retrô Books
    http://balaiodelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Já ouvi falar bastante no livro e a minha vontade de ler só tem a aumentar, deve ser um livro incrível, uma lição para os desacreditados, o amor é capaz de tudo e supera tudo. Ainda lerei este livro, com certeza.

    Beijo, Vanessa Meiser - Retrô Books
    http://balaiodelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Deve ser um livro incrível, que desconstrói um pouco sobre o que acreditamos ser a Síndrome de Down e acredito que deve mostrar um pouco da realidade dessa síndrome, de forma verdadeira e clara. Fiquei bastante interessada em ler.

    http://lenabattisti.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita! Deixe seu comentário, sua opinião é super importante para nós.

© Entre Aspas - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo