Resenha: Como eu era antes de você - Jojo Moyes

Sinopse: Aos 26 anos, Louisa Clark não tem muitas ambições. Ela mora com os pais, a irmã mãe solteira, o sobrinho pequeno e um avô que precisa de cuidados constantes desde que sofreu um derrame. Sua vidinha ainda inclui o trabalho como garçonete num café de sua pequena cidade - um emprego que não paga muito, mas ajuda com as despesas - e o namoro com Patrick, um triatleta que não parece muito interessado nela. Não que ela se importe. Quando o café fecha as portas, Lou é obrigada a procurar outro emprego. Sem muitas qualificações, consegue trabalho como cuidadora de um tetraplégico. Will Traynor tem 35 anos, é inteligente, rico e mal-humorado. Preso a uma cadeira de rodas depois de um acidente de moto, o antes ativo e esportivo Will desconta toda a sua amargura em quem estiver por perto e planeja dar um fim ao seu sofrimento. O que Will não sabe é que Lou está prestes a trazer cor a sua vida. E nenhum dos dois desconfia de que irá mudar para sempre a história um do outro.

Como eu era antes de você foi o primeiro livro da Jojo Moyes que li. Apesar de ter sido completamente fisgada pela capa e pelo título há algum tempo e de ter ficado animada com os comentários dos outros leitores, tive um pouco de receio de ser um romance meloso e sem muito a acrescentar. Que bom que me enganei!

Louisa é a mais velha de duas irmãs. Mora com os pais, o avô, sua irmã mais nova e um sobrinho pequeno. Sem demonstrar grandes ambições, trabalha há anos em um café e mantém um longo namoro sem momentos de paixão. O cenário começa a mudar quando seu local de trabalho encerra as atividades e ela precisa de um novo emprego. Sem qualificações, acaba, para sua surpresa, contratada para ser cuidadora de um tetraplégico.

Lou quase desiste. Além de não ser o trabalho de seus sonhos, Will Traynor não facilita nem um pouco sua vida. O rapaz de 35 anos levava uma vida independente, cheia de aventuras e amores antes do acidente que o deixou para sempre preso a uma cadeira de rodas. Sua frustração com a situação era constantemente descontada nas pessoas próximas. Ao chegar, Louisa se transformou em um novo alvo para suas observações ríspidas e seu sarcasmo. Mas o emprego pagava bem, a família precisava de seu salário e, bem, o contrato era de apenas seis meses.

Ao longo do tempo, a convivência diária faz com que as defesas de ambos diminuam. Cada vez mais próximos, dão início a uma relação de cumplicidade e descobertas. Will vê em Lou todo o potencial que ela mesma não vê, tenta fazer com que experimente músicas, filmes e livros novos, procura estimulá-la a pensar em seu futuro e a se transformar em tudo aquilo que pode ser. Ela, por sua vez, quando descobre o motivo do tempo limitado do contrato, faz de tudo para que ele se dê conta de que mesmo em uma cadeira de rodas a vida pode valer a pena.

A narração é feita em primeira pessoa por Louisa, mas poucos e pequenos capítulos são narrados pelos personagens secundários, dando ao leitor outras visões importantes sobre certos aspectos da história. 

Jojo criou personagens muito reais e uma história na qual é fácil acreditar. Ao falar da tetraplegia, não poupa o leitor das dificuldades enfrentadas por quem está nessa condição. Desde a falta de acessibilidade de alguns lugares até as condições médicas mais frequentes nessas pessoas, tudo é tratado por ela em algum momento da trama. 

Os acontecimentos fluem de maneira natural, não há pressa. Uma das coisas que mais me incomoda em romances é a rapidez com que as relações são estabelecidas. Isso não acontece em Como eu era antes de você. Aqui, podemos identificar o ponto em que as coisas começam a mudar, acompanhar o nascimento e o crescimento do sentimento entre os dois. 

Há um tema delicado e polêmico que permeia todo o livro. Tem quem concorde e quem discorde do desfecho escolhido, mas uma coisa é certa: a autora soube tratá-lo com muita sensibilidade e desenvolveu a trama de um jeito que - acredito - mesmo aqueles que são contra, conseguem ao menos entender os motivos da escolha de Will.

A leitura me despertou tantos sentimentos! Me envolvi com a história de Lou e Will e me vi torcendo pelos dois, mesmo quando os acontecimentos indicavam um final diferente. Por isso, mesmo achando a lição final bonita e tocante, foi impossível fechar o livro sem ficar com o coração partido. 

Em Como eu era antes de você, Jojo Moyes nos mostra que certas pessoas passam por nós e nos transformam, tornam nossos dias melhores. Por seis meses ou para a vida toda.

15 comentários:

  1. Oie, Carlinhaaa
    Esse livro é o queridinho de muita gente atualmente. Vc teve o cuidado de não revelar demais e jogar spoiler na nossa cara, mas eu já li em outros blogs sobre o tal assunto polêmico. Quero muito ler e ver como a autora desenvolveu o tema. Também gosto quando o romance é construído aos poucos, acredito que vou gostar muito do livro. Ótima resenha, como sempre! Um beijo!

    ResponderExcluir
  2. livro pra chorar, daquele de soluçar!
    eu ainda não li depois de você porque estou muito fixa no amor de Lou e Will
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, Thaila! Imagina o filme! Também não penso em ler o segundo por agora, li a sinopse e, como você, também estou ainda muito apegada ao amor dos dois para me acostumar com um romance novo... Mas logo, logo a curiosidade nos vence! ;)

      Excluir
  3. Adorei sua resenha, eu já tinha lido algumas resenha deste livro e vi o trailer do filme, estou ansiosa para assistir, uma amiga quer me emprestar o livro, mas não sei se leio primeiro ou deixo pra ler depois do filme, com certeza vou ter visões diferentes de ambos, mas mesmo assim sendo um ou outro já sei que vou amar a história de Will e Louisa. :)

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

  5. Oi, Carlinha.

    Menina, esse é o meu livro favorito da vida! Toda vez que eu vejo que tem uma resenha sobre ele eu chego a ter palpitações preocupada se a pessoa vai falar mal ou não! Hahahahahahahah
    Fico muito contente por você ter gostado. Realmente é um tema bem delicado e o final tende a desagradar alguns leitores. Mas eu costumo dizer que quem não gosta do final não entendeu o livro. Algumas pessoas chamam Will de egoísta, o acusam de pensar somente nele, quando na verdade tudo o que ele faz é pensar na Lou. Ele sabe que não a faria feliz, ele sabe que aquele cara na cadeira de rodas seria sempre amargurado porque aquele ele não era ele... era o que sobrou dele, e aquilo que sobrou dele nunca seria capaz de fazer Lou feliz, pois ele sentia repulsa por si mesmo. Tendo ele conhecido e aproveitado o mundo, ele sabia que não poderia viver daquela maneira. Eu poderia divagar aqui, mas aí eu teria que soltar muitos spoiles! Hahahahaha
    Bem-vinda ao grupo dos apaixonados por Lou e Will!
    Sua resenha ficou ótima!!!

    Beijo
    - Tami
    http://www.meuepilogo.com

    FELIZ PÁSCOA =^.^=

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Tami! Concordo com tudo o que você escreveu. E o livro é realmente incrível! Tem tantas coisas a mais que eu queria falar, inclusive essas reflexões a respeito da escolha do Will, mas fiquei com medo de soltar muitos spoilers na resenha.

      Excluir
  6. Oi, Carla!
    Uma amiga minha ficou de me emprestar esse livro. Apesar de ainda não ter lido, eu sei o final (que fica na cara na sinopse de Depois de Você). Não posso opinar ainda porque não li, mas gostei muito da sua resenha. Ficou linda.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe do sorteio Mês das Mulheres em Dobro
    Porcelana - Financiamento Coletivo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, Luiza! Eu passei bem longe de resenhas e mesmo da sinopse de "Depois de você" até terminar a leitura. E foi o melhor, porque ela realmente entrega tudo! :P

      Excluir
  7. Oie,
    nossa ainda não li este livro, mas já tenho ele em ebook, só falta vergonha na cara para ler rsrsrs
    adorei a resenha

    bjos
    http://blog.vanessasueroz.com.br

    ResponderExcluir
  8. Tô doida pra ler esse livro! Mas ando tão sem tempo.. :(

    :**

    ResponderExcluir
  9. Que bom que enganou, mesmo! Achei até coincidência, pois, acho a premissa/capa/comentários uma graça, porém, também tenho esse receio do romance meloso.
    Adorei, de verdade, ler sua resenha, pois, agora poderei ler esse queridinho da blogosfera bem segura e sem receios...
    Bjão

    http://coisasdediane.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Acredita que ainda não li este livro? Pode me matar, hahaha! Tenho muita vontade de ler, mas tenho outras leituras na frente...

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  11. Muito obrigada por não dar spoiler, Carlinha! Hahah
    Tô doida pra ler o livro e ansiosíssima para a estréia do filme!
    Adorei sua resenha!

    Beijos,
    Cá entre nós, miga!

    ResponderExcluir
  12. Também li e adorei o livro. Acho que o ponto alto são as personagens reais (com muitos defeios e qualidades) e a história dele nos faz questionar certos julgamentos que temos. Achei maravilhoso e tbm fiz uma resenha no meu blog.

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita! Deixe seu comentário, sua opinião é super importante para nós.

© Entre Aspas - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo