Resenha: Meio Rei - Mar Despedaçado #1

Sinopse: Filho caçula do rei Uthrik, Yarvi nasceu com a mão deformada e sempre foi considerado fraco pela família. Num mundo em que as leis são ditadas por pessoas de braço forte e coração frio, ser incapaz de brandir uma espada ou portar um escudo é o pior defeito de um homem. Mas o que falta a Yarvi em força física lhe sobra em inteligência. Por isso ele estuda para ser ministro e, pelo resto da vida, curar e aconselhar. Ou pelo menos era o que ele pensava. Certa noite, o jovem recebe a notícia de que o pai e o irmão mais velho foram assassinados e não lhe resta escolha a não ser assumir o trono. De uma hora para outra, ele precisa endurecer para vingar as duas mortes. E logo sua jornada o lança numa saga de crueldade e amargura, traição e cinismo, em que as decisões de Yarvi determinarão o destino do reino e de todo o povo. Joe Abercrombie nos apresenta um protagonista surpreendente, numa história de percalços e amadurecimento que abre a trilogia Mar Despedaçado.

Yarvi, filho mais novo do Rei Uthrik, sonha em realizar o Teste Ministerial em Skekenhouse e se tornar Ministro de Gettland assim como Mãe Gundring. Não desejava ser rei e muito menos assumir o Trono Negro. 

Yarvi nasceu com um defeito em uma de suas mãos e desde pequeno ouvia as críticas de todos à sua volta. Cresceu se sentindo meio homem e em sua mente as palavras do seu pai o lembravam constantemente de sua condição: "Eu não pedi para ter meio filho." Diante desses comentários maldosos a seu respeito, Yarvi se dedicou a estudar as histórias da criação do seu mundo e sobre os Elfos e divisão da Divindade, a saber os nomes de todos os deuses e, naquele momento, durante os estudos, encontrou um caminho. O caminho de direito e de conhecimento sobre as plantas, os livros de Gettland e todas as regiões e o dom da palavra suave. Tudo orientado pela Ministra de Gettland, a Mãe Gundring. além do conhecimento, a ministra o estimulava com frases sábias e apoio. Sempre o advertindo para usar sua mente ágil, sua empatia e força: a sabedoria.

Mas o destino não quis isso para Yarvi, que da noite para o dia se torna o Rei de Gettland. Seu pai e seu irmão foram mortos em uma emboscada. Sua mãe, Laithlin, a Rainha Dourada, exige vingança, que ele use a espada de seu pai e ataque os vansterlandeses. Assim, Yarvi assume o trono e se casa com sua prima para reforçar alianças para o reino. Tudo a contragosto.

Outra vez, os deuses lhe preparam uma surpresa nada agradável e o colocam frente a frente com o traidor do reino, seu tio Odem, durante a luta de vingança. Yarvi, apesar de receber os golpes em luta, cai no oceano e consegue fugir. Deixando o tio, sua mãe e família pensando que estivesse morto, engolido pelo mar.

Infelizmente, ele se torna prisioneiro e escravo. De uma vida tranquila, ele se vê em um mundo horrendo de dor, chicotadas, fome e escuridão. Yarvi não confessa sua identidade para se proteger. O que seriam capazes de fazer com ele se soubessem de sua linhagem real? E outra, acreditariam naquele menino mirrado e maneta?

Vendido para um navio pirata como remador, Yarvi que se autodenominou Yorv conhece as facetas da humanidade: a crueldade, a amizade imposta pela dor e as traições mas também consegue desenvolver suas habilidades: a empatia, o canto e a inteligência, usando-as a seu favor. Com isso durante meses, planeja sua fuga, com seus conhecimentos de plantas e ervas, e novamente as coisas não saem como planejado. Mas consegue escapar do navio com a ajuda de estranhos como Sumael, Jaud e Rulf, entre outros, e ao mesmo tempo reflexivo: traído pela família e auxiliado por desconhecidos. E assim busca seu caminho de volta ao lar.

E dentre várias aventuras, Yarvi , nosso protagonista amadurece em todos os sentidos. É um orgulho para nós leitores ver o crescimento desse jovem conquistar seu caminho e seus sonhos. Os personagens secundários não são tão bem desenvolvidos quanto o protagonista. E é esse o maior diferencial em relação às obras mais adultas do escritor como a trilogia A Primeira Lei. Se nela o autor constrói a narrativa detalhadamente, através de vários pontos de vista, e com muita atenção no desenvolvimento do cenário, em Meio Rei tudo é mais direto. A trama gira em torno de Yarvi, sem muita descrição e detalhes. 

Meio Rei é o primeiro livro da trilogia Mar Despedaçado. Meio Mundo, a sua continuação, traz outro protagonista e Yarvi em um papel secundário. Meio Rei traz as principais características que fazem de Joe Abercrombie um dos mais geniais autores do gênero fantástico atual: uma história de ritmo acelerado, cheia de ação, personagens realistas, diálogos fantásticos e aquela dose de violência tão característica do autor. 

Detalhe sobre o autor: Joe Abercrombie é um dos nomes mais importantes do subgênero grimdark da fantasia ou, como é mais conhecido no Brasil, dark fantasy.

Conselho: Leia. Você não desgruda do livro.

Beijos =*


6 comentários:

  1. Oi, Renata!
    Gente, eu tenho de arranjar tempo para ler esse livro. Faz tempo que não leio algo do tipo e estou sentindo nele uma vibe meio Vikings.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  2. Olá Renata,

    Bem diferente dos livros que leio mas, gostei. :)

    Um beijo,

    www.purestyle.com.br

    ResponderExcluir
  3. Olá, Renata.
    Eu não conhecia esse autor ainda acredita? Quando lançou, eu não achei que fosse ser tão interessante, mas depois me arrependi porque só li resenhas positivas sobre ele até agora. No segundo então temos outro protagonista, interessante.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  4. Oi, Renata! Confesso que prefiro romances, mas pra quem curte o gênero parece uma ótima pedida! Bjks

    ResponderExcluir
  5. Eu adoro essas histórias cheias e aventura e ação, pelo visto essa parecer ser uma! Bem que eu queria ler de imediato, mas tenho tantos pra finalizar. Vou guardar esse na lista <3

    www.leitorasvorazes.com.br

    ResponderExcluir
  6. Me interessei pelo livro assim que o vi na livraria, mas tenho tantos pra ler que decidi segurar e economizar um pouco. Ainda não li nada do autor.

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita! Deixe seu comentário, sua opinião é super importante para nós.

© Entre Aspas - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo