Resenha: Jardins da Lua #1 - O livro Malazano dos Caídos - Steven Erikson

Sinopse: Desde pequeno, Ganoes Paran decidiu trocar os privilégios da nobreza malazana por uma vida a serviço do exército imperial. O que o jovem capitão não sabia, porém, era que seu destino acabaria entrelaçado aos desígnios dos deuses, e que ele seria praticamente arremessado ao centro de um dos maiores conflitos que o Império Malazano já tinha visto. Paran é enviado a Darujhistan, a última entre as Cidades Livres de ­Genabackis, onde deve assumir o comando dos Queimadores de Pontes, um lendário esquadrão de elite. O local ainda resiste à ocupação malazana e é a joia cobiçada pela imperatriz Laseen, que não está disposta a estancar o derramamento de sangue enquanto não conquistá-lo. Porém, em pouco tempo fica claro que essa não será uma campanha militar comum: na Cidade do Fogo Azul não está em jogo apenas o futuro do Império Malazano, mas estão envolvidos também deuses ancestrais, criaturas das sombras e uma magia de poder inimaginável. Em Jardins da lua, Steven Erikson nos apresenta um universo com­plexo de cenários estonteantes e ações vertiginosas que mostram por que esta é considerada uma das maiores sagas épicas.

Esse livro nos traz um mundo de magia com Imperadores e Imperatrizes, conquistas e lutas, ricamente delineado e sem ser cansativo. O autor consegue detalhar as cenas, as lutas, cheiros de uma maneira admirável.

O reino que encontramos em Jardins da Lua é bem fundamentado e traz consigo o mapa da região e seus principais personagens. O tempo da história é bem dividido não deixando dúvidas a respeito de em que parte do processo estamos, assim como as classes sociais e seus rituais. E claro que parte da diversão de um universo fantástico é ver criaturas míticas ganharem vida. Assim como suas batalhas. Contudo, é conhecida por ser um tanto quanto complexa e não destinada à leitores preguiçosos, como o próprio autor explana em seu prefácio.

Vejamos...

O imperador Kellanved foi o fundador do Império Malazano. Após anos de um bom governo, Kellanved é assassinado por Surly, comandante da Garra, e hoje é conhecida por Laseen: nova governante do Império.

Logo, a nossa leitura se inicia com uma traição, a favor da ganância para o domínio de um reino a qualquer custo, não lhe interessando quantos soldados e cidadãos morrerão nessa jornada. Cruel, Laseen quer todas as cidades para si. Mas, uma Cidade Livre ainda resiste: Darusjhistan.

Aqui não iremos contar sobre uma guerra comum. Não mesmo. Essa guerra envolve deuses ancestrais, criaturas das sombras e uma magia de poder inacreditável, com exércitos com nomes diferenciados. Uma guerra de conquista no continente além-mar de Genabackis. E como disse, os deuses não ficaram de fora dessa: a Alta Casa da Sombra, o Trono Sombrio com seus 7 cães da Sombra, Baran, Engrenagem, Cega, Cruxifixo, Shan, Doan e Ganrod. E do outro lado dos deuses: Oponn.

Ganoes Paran, um homem da Nobreza a serviço do Exército Malazano com a patente de capitão, será um dos sujeitos atuantes nessa batalha. Durante uma delas, ele conhece Lorn, a conselheira da Imperatriz Laseen que o envia em uma missão secreta. Durante o trajeto, ele é apresentado de maneira não convencional a Topper, que é o encarregado em vigiá-lo e entregar orientações de seu serviço.

Paran é uma figura chave nessa história. Ele será um peão a serviço dos deuses. Estaria ele a serviço da Imperatriz Laseen ou colocado na batalha por aliados do antigo imperador? Com a necessidade de se provar capaz em sua posição, ele é uma personagem que se desenvolve em habilidades, mas apreensivo por estar em uma ocupação maior que concebia em trabalhos anteriores.

E contamos também com a Cria da Lua, a gigantesca fortaleza flutuante de Anomander Rake, Lorde dos Tiste Andii e portador de Dragnipur (uma das espadas mais atraentes e poderosas que você irá se deparar), aliado de Calladan Brood, líder da resistência contra os exércitos de Malaz. Aliança essa que perdura por milênios e é o maior entrave à conquista Malazana nesse continente, pois ambos são possuidores de um poder destrutivo que pode dizimar todos a sua volta.

Combates devastadores, traições em cada grupo, desconfiança, alianças frágeis, segredos revelados são a base desse primeiro volume de Jardins da Lua. Cada personagem é ricamente detalhado com histórias regressas e personalidades marcantes.

*Exemplar cedido pela editora.

6 comentários:

  1. Oi, Renata
    Faz tempo que não leio uma fantasia. Acho que no gênero é importante detalhar os personagens e que a narrativa não seja cansativa. Gostei da dica.

    Blog Livros, vamos devorá-los

    ResponderExcluir
  2. Oi Renata, tudo bom?
    Eu acho essa capa tão maravilhosa que tenho vontade de ler o livro só por ela. O fato de ser uma série e de ser protagonizada por homem é que me freia :/
    Meio que cansei de fantasias épicas com protagonistas masculinos ASUHUHASUHASUHASUHASUHASUH já teve demais pra uma vida, muda, gente.
    Sua resenha ficou incrível!

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi, Renata!
    Fiquei sabendo melhor sobre esse livro no evento nerd da Arqueiro e já adicionei ele na lista de leitura. Só vou esperar lançarem mais livros da série pra não ficar na ansiedade
    Beijos
    Balaio de Babados
    Sorteio Dois Anos de Família Hallinson

    ResponderExcluir
  4. Oi Renata!! Eu sempre leio sobre esse livro, mas nunca li, parece ter uma boa trama e gosto de uma narração cheia de ação! Acho que vou curtir.

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  5. Oioi bonita!

    Adorei a resenha! Essa capa é muito maravilhosa, fiquei bem interessada no livro mesmo não sendo um dos que leio haha

    Beijão
    www.cretinaliteraria.com

    ResponderExcluir
  6. Oi Re,
    Parece um livro intenso, hein?
    Não o li e nem o conhecia, para ser sincera.
    Não é algo que eu esteja acostumada, mas não é que eu fiquei curiosa com a obra?
    Gostei da dica!
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita! Deixe seu comentário, sua opinião é super importante para nós.

© Entre Aspas - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo