Falando de... Inverno #2

É oficial: desde o dia 21 ele, o inverno, já está entre nós. Tem quem não suporte a estação e viva pedindo a volta do sol. Eu adoro! Ler debaixo das cobertas e com um café ou chocolate quentinhos como acompanhamentos formam um combo de aconchego para mim. Muitas são as histórias contadas nos meses mais frios do ano e as capas que retratam bem as baixas temperaturas. Eis a listinha de hoje:



Prisioneiros do inverno - Muitos acreditam que a pequena cidade de West Hall seja mal-assombrada. Ao longo de sua história, vários casos de pessoas desaparecidas foram registrados na região mistérios nunca desvendados. Alguns moradores inclusive juram que o espírito de Sara Harrison Shea, encontrada morta em 1908, ainda vague pelas ruas à noite. A jovem Ruthie acredita que tudo não passa de uma grande bobagem. Porém, quando sua mãe desaparece sem deixar vestígios, ela começa a desconfiar de que aquela região guarda algum mistério, e suas suspeitas são reforçadas quando ela e a irmã encontram uma cópia do diário de Sara escondido em casa. Na busca pela mãe, Ruthie encontra respostas perturbadoras, e ela pode ser a única pessoa capaz de evitar que um grande mal aconteça.

Solstício de inverno - Em Solstício de Inverno, Rosamunde Pilcher conta a história de Elfrida Phipps, que deixa Londres para construir uma nova vida em Dibton, pequena cidade em Hampshire, onde desfruta da companhia do cão Horácio e da amizade dos Blundell. Porém, uma tragédia imprevista muda a sua rotina e abala radicalmente a sua vida. Elfrida é obrigada a partir para a Escócia, e o destino, pregando-lhe uma peça, acaba por reunir à sua volta pessoas mergulhadas na solidão, na saudade, no abandono e na perda. Num casarão em ruínas, no norte da Escócia, elas irão se reunir e, ao mesmo tempo, encontrar-se a si mesmas no dia mais curto do ano - no solstício de inverno. 

Misery - Paul Sheldon é um famoso escritor reconhecido pela série de best-sellers protagonizados por Misery Chastain. No dia em que termina de escrever um novo manuscrito, decide sair para comemorar, apesar da forte nevasca. Após derrapar e sofrer um grave acidente de carro, Paul é resgatado pela enfermeira aposentada Annie Wilkes, que surge em seu caminho. A simpática senhora é também uma leitora voraz que se autointitula a fã número um do autor. No entanto, o desfecho do último livro com a personagem Misery desperta na enfermeira seu lado mais sádico e psicótico. Profundamente abalada, Annie o isola em um quarto e inicia uma série de torturas e ameaças, que só chegará ao fim quando ele reescrever a narrativa com o final que ela considera apropriado. Ferido e debilitado, Paul Sheldon terá que usar toda a criatividade para salvar a própria vida e, talvez, escapar deste pesadelo.




Irmã - Nada pode romper o elo entre irmãs... Quando Bee recebe uma ligação informando que sua irmã mais nova, Tess, está desaparecida, embarca no primeiro voo para Londres. Porém, ao descobrir as circunstâncias do sumiço, admira-se por não conhecer detalhes da vida de sua irmã e se vê despreparada para as verdades terríveis que precisa enfrentar. A polícia, o próprio noivo e a mãe aceitam a perda de Tess, mas Bee se recusa a desistir e embarca numa perigosa jornada para descobrir a verdade, sem se importar com o preço a pagar.

A menina da neve - Alasca, 1920: um lugar especialmente difícil para os recém-chegados Jack e Mabel. Sem filhos, eles estão se afastando cada vez mais um do outro. Em um dos raros momentos juntos, durante a primeira nevasca da temporada, eles constroem uma criança feita de neve. Na manhã seguinte, a criança de neve some. Dias depois, eles avistam uma criança loira correndo por entre as árvores. Uma menina que parece não ser de verdade, acompanhada de uma raposa vermelha e que, de alguma formam consegue sobreviver sozinha no frio e rigoroso inverno do Alasca. Enquanto Jack e Mabel se esforçam para entender esta criança que parece saída das páginas de um conto de fadas, eles começam a amá-la como se fosse sua própria filha. No entanto, nesse lugar bonito e sombrio, as coisas raramente são como aparentam, e o que eles aprenderão sobre essa misteriosa menina irá transformar a vida de todos.

Depois daquela montanha - O Dr. Ben Payne acordou na neve. Flocos sobre os cílios. Vento cortante na pele. Dor aguda nas costelas toda vez que respirava fundo. Teve flashes do que havia acontecido. Luzes piscavam no painel do avião. Ele estava conversando com o piloto. O piloto. Ataque cardíaco, sem dúvida. Mas havia uma mulher também – Ashley, ele se lembra. Encontrou-a. Ombro deslocado. Perna quebrada. Agora eles estão sozinhos, isolados a quase 3.500 metros de altitude, numa extensa área de floresta coberta por quilômetros de neve. Como sair dali e, ainda mais complicado, como tirar Ashley daquele lugar sem agravar seu estado? À medida que os dias passam, porém, vai ficando claro que, se Ben cuida das feridas físicas de Ashley, é ela quem revigora o coração dele. Cada vez mais um se torna o grande apoio e a maior motivação do outro. E, se há dúvidas de que possam sobreviver, uma certeza eles têm: nada jamais será igual em suas vidas.



Se eu morrer antes de você - Seis anos atrás, Lucy Kincaid foi atacada e quase morta por um predador que conheceu online. Ela sobreviveu. Seu agressor não. Agora o objetivo de Lucy é juntar-se ao FBI e lutar contra o cyber-crime, mas nesse meio tempo, ela é voluntária em um grupo de direitos das vítimas, navegando na internet disfarçada para enganar e atrair agressores sexuais para as mãos da lei. Mas quando os predadores que ela caça começam a aparecer como vítimas de assassinatos, o FBI tem todo um novo interesse por Lucy. Com seu futuro e possivelmente até sua liberdade em perigo, Lucy descobre que ela é um peão na história de alguém para obter justiça. Ela junta suas forças com o especialista em segurança Sean Rogan e, juntos, eles traçam seu caminho desde salas de chat online até as ruas de Washington, DC. Mas outra pessoa está seguindo-os: um perseguidor tem os olhos em Lucy. O único jeito de ela escapar de sua brutalidade pode ser outra luta até a morte.

Uma curva no tempo - A noite do acidente mudou tudo... Agora, cinco anos depois, a vida de Rachel está desmoronando. Ela mora sozinha em Londres, num apartamento minúsculo, tem um emprego sem nenhuma perspectiva e vive culpada pela morte de seu melhor amigo. Ela daria tudo para voltar no tempo. Mas a vida não funciona assim... Ou funciona? A noite do acidente foi uma grande sorte... Agora, cinco anos depois, a vida de Rachel é perfeita. Ela tem um noivo maravilhoso, pai e amigos adoráveis e a carreira com que sempre sonhou. Mas por que será que ela não consegue afastar as lembranças de uma vida muito diferente?

Gelo negro - Britt Pfeiffer passou meses se preparando para uma trilha na Cordilheira Teton, um lugar cheio de mistérios. Antes mesmo de chegar à cabana nas montanhas, ela e a melhor amiga, Korbie, enfrentam uma nevasca avassaladora e são obrigadas a abandonar o carro e procurar ajuda. As duas acabam sendo acolhidas por dois homens atraentes e imaginam que estão em segurança. Os homens, porém, são criminosos foragidos e as fazem reféns. Para sobreviver, Britt precisará enfrentar o frio e a neve para guiar os sequestradores para fora das montanhas. Durante a arriscada jornada em meio à natureza selvagem, um homem se mostra mais um aliado do que um inimigo, e Britt acaba se deixando envolver. Será que ela pode confiar nele? Sua vida dependerá dessa resposta.


Qual dessas leituras te acompanharia num dia frio?

11 comentários:

  1. Carlinha, deu frio só de olhar! Eu amo o inverno e vou defendê-lo! Kkkkkkkkk! Ler enroladinha no edredom é realmente uma sensação das mais gostosas. Eu leria todos do post, sem exagero. Misery é um que quero ler há anos, sou apaixonada pelo Sr. King!!!

    ResponderExcluir
  2. Eu sou da turma que ama o sol.Ainda bem que hoje esse bonitinho deu a caras aqui

    A unica coisa boa no inverno é ficar lendo enroladinha em um cobertor na minha opinião.
    Amei as dicas ,principalmente o de "Uma curva no tempo",preciso ler esse livro

    Beijos

    Meu mundinho quase perfeito

    ResponderExcluir
  3. Oi Carla,
    Eu amo o inverno! Amo ficar de cobertor, tomando um cházinho enquanto leio um belo romance.
    Suas dicas foram maravilhosas, sei que vou utilizá-las nessa estação.
    beijos
    https://estante-da-ale.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi! O inverno é ótimo para ler e adorei as dicas. Bjos <3

    Click Literário

    ResponderExcluir
  5. Oi Carla!! Adoro o tema inverno, principalmente nas capas! De todos quero ler Misery!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  6. Achei Misery com um enredo interessante, apesar de não gostar de enredos com torturas e etc. Acho que "Depois daquela montanha" poderia ser um bom título para mim, para um dia frio ^^

    Gostei, Carlinha. :*

    ResponderExcluir
  7. Oi, Carla
    Eu sou do time que detesta o inverno haha. Acho que é porque sou muito sequinha, aí sofro com o frio hahaha
    Troquei recentemente Uma curva no tempo, é o único livro que tenho da sua listinha.
    Queria ler Gelo negro.

    Blog Livros, vamos devorá-los

    ResponderExcluir
  8. Adorei as indicações.
    Já li Gelo Negro e Uma curva no tempo. Então pra esse inverno eu escolho prisioneiros do inverno e solstício de inverno.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  9. Oi Carla, td bem?
    Conheço alguns desses livros de vista, mas não cheguei a ler nenhum... Um que está na minha lista é Uma curva no tempo!
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Adorei as dicas! Ler no friozinho, embaixo das cobertas com um café ou chá de canela é uma delícia e adorei as dicas!

    Uma Pandora e sua Caixa

    ResponderExcluir
  11. Oi Carla,
    HAHA acho inverno gostosinho, mas pra dormir as vezes é meio complicador porque ataca as 'ite' da vida. Dor de cabeça direto g.g
    Enfim, desses eu já li Misery e a A menina da neve, esse último acho muito fofo.

    tenha uma ótima terça =D
    Nana - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita! Deixe seu comentário, sua opinião é super importante para nós.

© Entre Aspas - 2016 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design | Tecnologia do Blogger.
imagem-logo